Entre em contato com um de nossos especialistas!

4 fatores que afetam a acidez do solo

acidez do solo é calculada de acordo com a concentração de íons de hidrogênio. Para atingir essa condição, os valores medidos no pH devem ser menores que 7. Quanto mais próximo de 0 estiver, mais ácido o solo estará.

Tão importante quanto mensurar e acompanhar esse valor é entender o que faz com que aquele cenário se concretize. Dependendo do caso, inclusive, pode ser necessário acidificar solos muito alcalinos, ou seja, que tenham pH alto. Ao conhecer o que causa a ocorrência não desejada, torna-se possível corrigi-la da forma correta.

Na sequência, veja quais são os 4 fatores responsáveis por interferir na acidez do solo.

1. A presença de certos metais e elementos leva à acidificação

O solo brasileiro é majoritariamente ácido, entre outras características, pela grande presença de minério de ferro. Esse componente, quando está presente na terra, faz com que o pH fique menor e causa a elevação da acidez.

No entanto, essa é uma situação indesejada, pois fixa macronutrientes que são necessários para o bom amadurecimento das plantas. Como resultado, há perda de desenvolvimento e queda de produtividade.

Por outro lado, o uso de enxofre e de outros produtos relacionados permite diminuir a concentração de íons de maneira desejável, em cenário ótimo para certas culturas ou tipos de grama.

2. A presença de matéria orgânica está ligada à acidez do solo

Outro fator que interfere na medição de pH é a presença de matéria orgânica. O uso de adubo natural ou esterco, por exemplo, faz com que a acidez se torne cada vez maior com o passar do tempo.

Em parte, isso tem a ver com as reações químicas que acontecem no solo, como as que são geradas por bactérias e outros microrganismos. Também ocorre a liberação de nutrientes, o que ajuda na fertilização. Nesses casos, o impacto é mais intenso em terras mais soltas, em vez de tipos compactos e mais densos.

3. O manejo do solo pode conduzir a esse cenário

A maneira como o terreno é trabalhado tem grande influência nos resultados em relação à acidificação. Quando os nutrientes são explorados ou lixiviados, por exemplo, há solubilização e queda no pH.

Isso também vale para a aplicação intensa de fertilizantes e de defensivos com efeito acidificante. Sem as correções entre ciclos ou a proteção adequada da área de cultivo, o valor pode cair muito e exigir uma correção ainda mais reforçada.

4. O material de calagem permite corrigir os baixos índices

Por outro lado, o que também influencia a acidez do solo é a realização da calagem. Essa técnica consiste em aplicar cal ou seus derivados na terra, que exibem um pH elevado, portanto, alcalino. Com a absorção pelo solo, há aumento de seu pH e diminuição das características ácidas.

É uma alternativa adotada para a correção dos solos que são muito ácidos e que não estão ideais para a cultura desejada. No entanto, deve ser associada a uma boa irrigação, a fim de melhorar os impactos da operação.

acidez do solo é influenciada por diversos fatores, tanto naturais quanto de uso e aproveitamento da terra. Agora que você já conhece alguns desses casos, será possível entender o que pode ser usado para preparar a área de cultivo em busca de maior produtividade.

Já que a falta de proteção também pode afetar a acidificação, aproveite para ver qual é o papel do reflorestamento para evitar a acidez!



  • Rio de Janeiro
  • São Gonçalo
  • Duque de Caxias
  • Nova Iguaçu
  • Niterói
  • Belford Roxo
  • São João de Meriti
  • Campos dos Goytacazes
  • Petrópolis
  • Volta Redonda
  • Magé
  • Itaboraí
  • Mesquita
  • Nova Friburgo
  • Barra Mansa
  • Macaé
  • Cabo Frio
  • Nilópolis
  • Teresópolis
  • Resende