Entre em contato com um de nossos especialistas!

Conheça 4 tipos de gramas mais utilizadas

A grama é um componente versátil e útil para diversos projetos. Ao contrário do que muita gente acha, não existe só uma versão. Na verdade, há várias possibilidades e cada uma é recomendada para certa necessidade. Para não ter dúvidas, o melhor é conhecer quais são os tipos de gramas mais utilizadas.

Elas variam no visual, na resistência e também nas funções. Por isso, todo local tem uma possibilidade, o que deve ser respeitado para uma boa aplicação. Nesse sentido, conhecer as qualidades de cada é essencial.

Para que não restem dúvidas, veja quais são os 4 tipos de gramas mais utilizadas e entenda suas características!

1. A grama Esmeralda é a mais usada do Brasil

Apesar de ser relativamente recente no Brasil, a versão esmeralda está entre os tipos de grama mais populares. Por conta de suas qualidades, ocupa o primeiro lugar entre as mais usadas.

Trata-se de uma alternativa versátil e bem resistente. Ela consegue suportar o pisoteio e é indicada para todo o Brasil. Quanto às características físicas, tem folhas pequenas e finas, mas capazes de formar uma cobertura intensa. Por causa disso, são ótimas para proteger o solo, como em encostas.

2. A versão São Carlos também está entre os tipos de gramas mais utilizadas

Outra possibilidade é a grama São Carlos. Entre as opções, é muito resistente ao frio e apresenta ótimas características mesmo em certas condições. É chamada, ainda, de curitibana ou tapete, pois mantém seu visual verde. As folhas são pequenas, largas e maiores que a raiz, comparativamente.

Como resiste bem às condições de meia sombra e precisa de bastante água, consegue se adaptar a locais úmidos, sem sofrer com as ervas daninhas. Como não cresce com muita rapidez, as podas não têm que ser frequentes.

3. A Batatais é muito resistente e tem raízes profundas

Ao falar dos tipos de gramas mais utilizadas, não dá para ignorar a Batatais. Também chamada de Mato Grosso ou de pasto, é composta por folhas pequenas, largas e de visual uniforme.

Ela se adapta bem a ambientes com bastante sol e até em grandes áreas. Com contem raízes maiores, ajuda a evitar o processo erosivo, de modo a proteger melhor o solo. Por causa disso, é muito recomendada para encostas degradadas e taludes de rodovias, por exemplo.

4. A Santo Agostinho é ideal para o litoral

Por se dar bem nos ambientes de litoral e sol intenso, a versão Santo Agostinho também está entre os tipos de grama mais utilizadas. Ela não é tão comum quanto as outras, mas é essencial para projetos em locais específicos.

Ela pede pontos de sol pleno ou de meia sombra e consegue ocupar grandes áreas. Tem folhas pequenas e lisas, mas com elevada densidade. O crescimento é acelerado e a resistência é ampla. Funciona bem em áreas próximas à praia, gramados públicos e em regiões com alto nível de umidade.

Como vimos, os diversos tipos de gramas têm características diferentes e, por isso, apresentam resultados variados. Com a escolha adequada para cada situação, é possível aproveitar o plantio da maneira ideal.

Quer fazer os melhores projetos com grama? Conte com a AMP Engenharia! Acesse o nosso site e agende a avaliação de um dos nossos profissionais!



  • Rio de Janeiro
  • São Gonçalo
  • Duque de Caxias
  • Nova Iguaçu
  • Niterói
  • Belford Roxo
  • São João de Meriti
  • Campos dos Goytacazes
  • Petrópolis
  • Volta Redonda
  • Magé
  • Itaboraí
  • Mesquita
  • Nova Friburgo
  • Barra Mansa
  • Macaé
  • Cabo Frio
  • Nilópolis
  • Teresópolis
  • Resende