Entre em contato com um de nossos especialistas!

3 maneiras de manter árvores em áreas residenciais

As árvores melhoram nossa qualidade de vida e, com diversos benefícios para a saúde humana — como diminuição do índice de doenças respiratórias e estresse —, elas são essenciais para uma boa vida urbana.

Há também as vantagens que não observamos tão claramente, como a regulação do clima por sequestro de carbono, contenção de ruídos e valorização dos imóveis da região. 

Quer aprender sobre o que considerar ao manter árvores em áreas residenciais? Confira as dicas abaixo!

1. Invista em projetos paisagísticos

Se você mora em um condomínio e deseja investir em projetos paisagísticos, não se esqueça de falar com o síndico! Juntos vocês podem desenvolver uma proposta e buscar a opinião dos outros moradores.

Também é importante falar com um paisagista para analisar o espaço disponível. Além disso, um especialista saberá quais plantas conseguirão melhorar o local sem danificar estruturas e indicará os métodos de poda de árvores adequados. 

Procure se informar sobre as peculiaridades do solo e das espécies escolhidas, pois isso pode ter um grande impacto no sucesso do seu projeto.

Uma ideia para envolver os moradores no projeto é plantar uma árvore por apartamento, dando a ela o nome da família que mora ali — o que também servirá de estímulo para que eles ajudem na manutenção do espaço.

2. Considere os arredores das residências

Caso você não more em condomínio ou deseje investir nos arredores das residências, há dois componentes principais sobre arborização urbana a serem entendidos:

  • Áreas verdes: compreendem os espaços plantados em regiões como parques, jardins e praças. 
  • Arborização viária: compõe as árvores plantadas em canteiros distribuídos pelas ruas e calçadas da cidade.

Independente da sua escolha, cada um desses componentes precisam ser devidamente planejados e estudados. Pesquise sobre as necessidades da comunidade e os aspectos culturais da região para dar mais personalidade ao seu projeto.

Não se esqueça de levar em consideração as características do local, como dimensão das calçadas e distância entre casas. É indispensável ter cuidado quanto à rede elétrica da área a fim de evitar problemas.

3. Lembre-se dos cuidados necessários para manter árvores

Além do planejamento e do plantio em si, é preciso ter em mente que jardins necessitam de manutenção. O paisagista poderá ajudar com instruções relacionadas principalmente à nutrição das espécies escolhidas.

O controle de pragas e ervas daninhas é fundamental para manter árvores sempre saudáveis. E para um projeto mais sustentável e com menos custos, pode-se captar água da chuva para regar as plantas.

Em relação à remoção de árvores, é importante consultar os requisitos do seu município para utilizar o método correto. Orientações quanto ao corte de árvores em propriedades particulares podem variar entre um local e outro.

Tenha bastante atenção com as espécies maiores: elas poderão oferecer risco de queda e causar problemas estruturais. Lembre-se de que a segurança deve vir em primeiro lugar!

Considerando os benefícios que regiões arborizadas podem trazer, aprender a manter árvores na sua comunidade é uma excelente atitude. Tomando essa iniciativa, você estará cuidando do bem-estar da sua família e de todos ao seu redor.

E você? O que acha de trazer mais “verde” para sua cidade? Leia também o nosso post com 5 dicas para manter seu jardim sempre bonito e conserve suas árvores lindas e saudáveis!



  • Rio de Janeiro
  • São Gonçalo
  • Duque de Caxias
  • Nova Iguaçu
  • Niterói
  • Belford Roxo
  • São João de Meriti
  • Campos dos Goytacazes
  • Petrópolis
  • Volta Redonda
  • Magé
  • Itaboraí
  • Mesquita
  • Nova Friburgo
  • Barra Mansa
  • Macaé
  • Cabo Frio
  • Nilópolis
  • Teresópolis
  • Resende