Entre em contato com um de nossos especialistas!

4 motivos para começar a praticar o reflorestamento

reflorestamento é um processo que merece atenção por parte das empresas de diversos tipos. Mais que simplesmente plantar árvores, ele consiste em uma recuperação ecológica, que considera os tipos de flora. A diferença fica para a versão comercial, que se baseia em eucalipto e pinus.

De qualquer forma, investir nesse processo é positivo pelos benefícios gerados. Assim, a empresa consegue se destacar e obtém resultados importantes em sua atuação no mercado.

A seguir, observe 4 razões para começar a praticar o reflorestamento quanto antes e entenda o que torna essa iniciativa tão relevante!

1. A estabilização de taludes e encostas é possível com a prevenção da erosão

Quando não existe cobertura vegetal adequada, o processo erosivo ganha intensidade. Com as chuvas, os sedimentos são arrastados e há uma perda progressiva de estabilidade do terreno. 

Para taludes, encostas e outros pontos com desníveis, isso é altamente prejudicial, por causa do deslocamento de terra.

Com o reflorestamento, é possível evitar essa situação. As espécies ajudam a evitar o arraste de sedimentos e também impedem que o terreno absorva água em excesso. Como consequência, há como obter mais segurança e previsibilidade com a estabilização de taludes e declives.

2. O atendimento às demandas legais e ambientais tem a ver com o reflorestamento

Em certos casos, reflorestar áreas degradadas é obrigatório por lei. Uma empresa pode fazer o processo para ter autorização de desempenhar certas atividades, por exemplo. O licenciamento ambiental é uma possibilidade que pode exigir tal questão.

Investir nesse sentido é fundamental, justamente, para garantir que todas as regras sejam cumpridas. Assim, podem-se evitar diversos problemas em relação à fiscalização, como as multas decorrentes ou até a suspensão da atividade.

3. O aproveitamento de incentivos fiscais é possível com a recuperação ecológica

Dependendo do caso, o reflorestamento também dá origem a vantagens quanto ao pagamento de impostos. De acordo com a região e com os programas vigentes, o processo concede alguns benefícios fiscais às empresas.

Isso é especialmente comum no caso da restauração ecológica. Ela considera os tipos de flora do local para recuperar espécies nativas, com grande variedade. Assim, há o cuidado com o meio ambiente e, em contrapartida, a chance de obter mais competitividade.

4. O aumento de responsabilidade socioambiental favorece a imagem da marca ou empresa

Primeiro, recorrer a esse procedimento é uma forma de recuperar e proteger diversas áreas. 

Considerar os tipos de flora leva à restauração do ecossistema local, o que devolve habitat para várias espécies. A restauração ecológica também ajuda a restaurar biomas menos comuns, como a Mata Atlântica.

Principalmente, essa é uma forma de ajudar o meio ambiente e, assim, melhorar a percepção de sustentabilidade da empresa. Com as medidas certas, há um reforço quanto à responsabilidade socioambiental, o que garante um posicionamento diferenciado em relação ao mercado.

reflorestamento é um processo relevante para os negócios por gerar diversos benefícios. A recuperação ecológica merece especial destaque, já que garante uma proteção extra para o meio ambiente e melhores resultados para a marca.

Curtiu conferir essas informações? Compartilhe o post nas suas redes sociais e mostre para os seus contatos a relevância do processo!



  • Rio de Janeiro
  • São Gonçalo
  • Duque de Caxias
  • Nova Iguaçu
  • Niterói
  • Belford Roxo
  • São João de Meriti
  • Campos dos Goytacazes
  • Petrópolis
  • Volta Redonda
  • Magé
  • Itaboraí
  • Mesquita
  • Nova Friburgo
  • Barra Mansa
  • Macaé
  • Cabo Frio
  • Nilópolis
  • Teresópolis
  • Resende