Entre em contato com um de nossos especialistas!

Por que considerar aspectos climáticos no paisagismo?

O desenvolvimento de um bom projeto paisagístico não é simples, porque depende de diversos fatores externos e de planejamento. Além da escolha do local, das plantas e da empresa responsável, portanto, é necessário considerar os vários aspectos climáticos no paisagismo.

O motivo é simples: as condições do ambiente fazem a diferença para que cada espécie se desenvolva da maneira ideal. Ao conhecer esses pontos, dá para tomar as decisões corretas, rumo a um projeto completo e com as qualidades certas.

Na sequência do texto, entenda melhor o impacto dos aspectos climáticos no paisagismo e saiba como considerá-los do modo adequado.

Avalie o tipo de solo e suas características

Uma das primeiras análises tem a ver com o tipo de solo e quais qualidades ele apresenta. Os muito úmidos, por exemplo, vão exigir raízes que façam uma espécie de drenagem. Já os arenosos demandam opções mais resistentes às condições adversas.

Examine, ainda, se o solo é ideal para o reflorestamento, se é um talude para ser estabilizado e assim por diante. Dessa forma, é possível investir nas melhores escolhas.

Planeje o sistema de irrigação necessário

Os aspectos climáticos no paisagismo também ganham importância ao considerar o volume de precipitações e as temperaturas da região. Algumas plantas e até tipos de grama se adaptam a ambientes secos, enquanto outros preferem solos úmidos.

Ao entender quais são as qualidades do clima local, dá para prever como será o sistema de irrigação. Ele deve servir para corrigir possíveis deficiências de rega e tem que levar em conta as características do projeto.

Conheça como é a incidência solar no local

Algumas espécies precisam do sol pleno, enquanto outras têm melhor crescimento em áreas de meia-sombra ou com maior umidade. Ainda mais ao falar em espaços externos sem qualidades diferenciadas, os aspectos climáticos no paisagismo dependem da incidência solar.

Pense em um projeto realizado no gramado da empresa. Sem cobertura especial e em uma área de grande incidência solar, é preciso assentar um tipo de sol pleno. Então, esse posicionamento deve ser entendido para entender onde cada uma funciona melhor.

Adote as espécies de plantas apropriadas para o local

A partir da consideração do clima, é possível ter uma ideia clara de quais plantas ficam mais bonitas no lugar. Uma grama verde, por exemplo, depende da incidência solar, da temperatura e da umidade corretas, em cada caso.

Ao unir as características do local, dá para reconhecer quais espécies se dão melhor e ficam mais bonitas, o que facilita a decisão entre tantas opções.

Use os aspectos climáticos no paisagismo como um norte

De forma geral e independentemente dos objetivos do projeto, é fundamental analisar esses fatores juntos. A partir da análise, há como definir quais são as plantas recomendadas e quais são as definições adequadas para o projeto paisagístico.

As escolhas corretas permitem que o resultado seja mais interessante, resistente e capaz de atender às expectativas.

Os aspectos climáticos no paisagismo têm grande importância para a tomada de decisões. Ao considerar todas as características, é possível explorar o espaço da melhor maneira.

Gostou de entender a influência do clima? Compartilhe o post nas suas redes sociais e aproveite para conversar com seus contatos sobre o tema!



  • Rio de Janeiro
  • São Gonçalo
  • Duque de Caxias
  • Nova Iguaçu
  • Niterói
  • Belford Roxo
  • São João de Meriti
  • Campos dos Goytacazes
  • Petrópolis
  • Volta Redonda
  • Magé
  • Itaboraí
  • Mesquita
  • Nova Friburgo
  • Barra Mansa
  • Macaé
  • Cabo Frio
  • Nilópolis
  • Teresópolis
  • Resende