Entre em contato com um de nossos especialistas!

4 tipos de grama com baixa manutenção

Escolher entre os tipos de grama exige algumas considerações, como o tipo de terreno, as condições climáticas e até o uso. Após avaliar essas questões, é interessante pensar nas demandas quanto aos cuidados.

Em geral, os tipos com menos manutenção são aqueles que exigem podas menos frequentes e que também não exigem regas tão intensas. Normalmente, são bem resistentes e, por isso, permanecem com aspecto verde por mais tempo e com menos esforço.

Para acertar na decisão, observe aqui no post 4 tipos de grama que não demandam tanta manutenção!

1. A grama esmeralda é uma das opções mais procuradas

A grama esmeralda é uma das mais utilizadas no Brasil devido a sua grande capacidade de adaptação. Ela também é bastante versátil e serve tanto para cobrir taludes quanto para realizar o paisagismo, por exemplo.

No geral, é um modelo bem resistente ao pisoteio, então não requer tanta atenção nesse sentido. Também tem um crescimento lento, o que faz com que o corte não tenha que ser tão frequente.

2. A grama São Carlos é conhecida pelas folhas largas

Entre os tipos de grama, uma alternativa que também se destaca é a versão São Carlos. Trata-se de uma opção ideal para paisagismo e que é caracterizada pelas folhas mais largas.

Devido a sua estrutura, pode ser mantida em áreas com menos luminosidade. Mesmo no inverno ela consegue manter o aspecto saudável, o que diminui a necessidade de atenção nesse período.

Além de tudo, o crescimento dela é lento e ela pode ser mantida um pouco mais alta em áreas sombreadas. Com isso, não é necessário podar com tanta frequência.

3. A versão batatais está entre os tipos de grama com baixa manutenção

A grama do tipo batatais ou Mato Grosso é o contrário do tipo São Carlos, pois tem folhas bem finas. No entanto, ela guarda algumas características em comuns, como a alta resistência ao pisoteio e a formação de um tapete uniforme e bonito.

Ela é bastante indicada para o paisagismo, mas exige sol pleno e temperaturas mais altas. Suas necessidades nutricionais não são muito intensas e não é necessário corrigir o pH do solo, por exemplo. 

Além disso, não requer regas frequentes e nem demanda tantas podas, pois não fica tão alta.

4. A grama amendoim tem um visual diferenciado

Um dos tipos de grama mais diferentes é a grama amendoim. Ela é ideal para forragem e, apesar de ser mais usada para a pastagem de animais, também serve para compor jardins residenciais ou de projetos paisagísticos, no geral.

Em certas épocas do ano, ela fica coberta de pequenas flores amarelas, que são seu charme especial. Apesar disso, não exige cuidados em excesso.

Não será necessário fertilizar o solo e ela se adapta tanto ao clima seco quanto ao período chuvoso. As regas acontecem de forma mais espaçada e a poda regular não é necessária, especialmente no período de floração.

Conhecendo esses tipos de grama, você poderá escolher a alternativa que se adapta melhor ao seu local e aproveitará a facilidade de uma manutenção simples. Com isso, o visual do gramado ficará sempre bonito sem que seja necessário fazer grandes esforços.

Quer mais informações e acompanhar as novidades? Assine a nossa newsletter e curta nossa página no Facebook!



  • Rio de Janeiro
  • São Gonçalo
  • Duque de Caxias
  • Nova Iguaçu
  • Niterói
  • Belford Roxo
  • São João de Meriti
  • Campos dos Goytacazes
  • Petrópolis
  • Volta Redonda
  • Magé
  • Itaboraí
  • Mesquita
  • Nova Friburgo
  • Barra Mansa
  • Macaé
  • Cabo Frio
  • Nilópolis
  • Teresópolis
  • Resende